Coopavel completa 50 anos e fecha 2020 com crescimento de 30%
assessoria

Agronegócio

Coopavel completa 50 anos e fecha 2020 com crescimento de 30%

Por Roberto Benjamin em 15/12/2020 - 07:50

A Coopavel Cooperativa Agroindustrial comemora, nesta terça-feira (15), meio século de fundação. Apesar dos desafios que ela enfrentou ao longo da trajetória, a Coopavel chega aos 50 anos de existência como um modelo de cooperação agropecuária. “Nem o mais otimista dos fundadores poderia imaginar que a cooperativa que eles criaram se tornaria uma empresa tão inspiradora, sólida e consistente”, diz o presidente Dilvo Grolli.

Constituição - A constituição ocorreu em 15 de dezembro de 1970, quando um grupo de 42 produtores rurais se uniu para colocar um basta à exploração que enfrentavam. “A Coopavel surgiu de uma necessidade. Precisámos, a partir da junção de interesses e de um modelo de cooperativismo forte, deixar para trás a tirania que enfrentávamos de empresas compradoras de grãos que faziam as regras do mercado segundo seus interesses e conveniências”, disse em entrevista em 2019 à Assessoria de Imprensa da Coopavel, o segundo presidente, Roberto Wypych, que faleceria em agosto último.

Primeiros anos - Os primeiros anos não foram fáceis, até porque eram poucos os que conheciam e se familiarizavam com o termo cooperação, diz um dos sócios-fundadores, João Ramiro. “Mas precisávamos fazer alguma coisa, porque a situação estava insustentável. Assim, depois de muitas articulações e conversas, surgiu a Coopavel”, lembra outro dos fundadores, Isaías Orçatto. Inicialmente, a cooperativa foi criada para representar os interesses de seus sócios na compra, armazenagem e venda de grãos. Aos poucos ela passou a agregar valor à soja e ao milho por meio da agroindustrialização.

Crise superada - Endividada, a Coopavel enfrentou uma séria crise nos anos de 1980 e por pouco não foi dissolvida. Uma comissão formada por Salazar Barreiros (que viria a ser o quarto presidente), Ibrahim Faiad (que seria o quinto) e Dilvo Grolli (que seria o sexto presidente) conseguiu colocar em prática um planejamento cuidadosamente elaborado. Além de permitir saldar todos os débitos, o grupo conseguiu recolocar a cooperativa nos trilhos, e fazer com que crescesse. Em 1989, Dilvo Grolli e o agrônomo Rogério Rizzardi colocariam em prática um evento com modelo inédito no Brasil e que seis anos mais tarde seria batizado de Show Rural Coopavel, hoje um dos três maiores do mundo em disseminação de novas práticas para o campo.

R$ 3,5 bilhões - Sem jamais perder de vista a meta de fazer da Coopavel uma das grandes cooperativas do Brasil, seus diretores e cooperados venceram os mais diferentes obstáculos e atualmente ela é a 16ª do Brasil em um ranking com 1.613 cooperativas distribuídas por todo o território nacional. O faturamento de 2020 deverá bater recorde de R$ 3,5 bilhões. O número de cooperados chega a 6 mil e o de colaboradores a mais de 6 mil. A Coopavel exporta carnes para mais de 40 países.

Missa - “Gostaríamos de comemorar os 50 anos por meio de eventos vultuosos. No entanto, em razão da pandemia, teremos de nos conter. Mas o que importa é o que a Coopavel representa para seus sócios e para a sua comunidade”, afirma Dilvo Grolli. Uma missa, com pouquíssimas pessoas, será celebrada na tarde de terça-feira em Ação de Graças ao meio século de fundação e atividades da Coopavel. (Imprensa Coopavel)

Player Ouça Dilvo Grolli, presidente da Coopavel

Notícias da mesma editoria