BALANÇO

Porto Seco de Foz do Iguaçu é o maior da América Latina

Por Tatiane Bertolino em 23/01/2020 - 12:00

O Porto Seco de Foz do Iguaçu manteve grande volume de liberação de cargas no ano passado. O recinto liberou mais de 161 mil caminhões em 2019 e se manteve como o maior da américa latina em movimentação de cargas. Foram, ao todo, 161.950 caminhões. O fluxo das operações de importação foi elevado. Foram 97.288 cargas liberadas no ano, aumento de 20% em relação a 2018, que apresentou 80.771 cargas liberadas.

Segundo a receita federal, dentro desta operação, os mais importados são peixes, frutas, alho, azeitonas, celulose, feijão, farinha de trigo, carne suína, ferro e têxtil. Pelo lado da exportação, no ano, foram 64.662 cargas, decréscimo de 9,5% com relação a 2018.

Os principais gêneros exportados em 2019 foram fertilizantes, adubo, maquinários agrícolas, veículos automóveis, peças, aço e madeira.

 

 

 

Partindo-se do ponto de vista comercial, o fluxo total de comércio estabelecido via recinto foi de aproximadamente 5,2 bilhões de dólares. Dessas divisas, cerca de US$ 2,9 bilhões oriundos de exportações e US$ 2,3 bilhões provenientes de importações.

Os quadros da sequência apresentam os pesos e valores totais das cargas de importação e de exportação que ingressaram no Porto Seco de Foz do Iguaçu em 2018 e 2019, com o detalhamento do país de procedência/destino.

 

Os resultados fazem do Porto Seco de Foz do Iguaçu o maior da América Latina no quesito movimentação de cargas, tendo como destaque a operação de exportação para o Paraguai, que representa 89% de toda a operação do período.

Player Ouça a reportagem

Notícias da mesma editoria