"A equação é simples, o pedágio no Paraná pode ser reduzido pela metade"

Pedágio

"A equação é simples, o pedágio no Paraná pode ser reduzido pela metade"

Por Roberto Benjamin em 02/03/2021 - 12:09

Segundo Dilvo Grolli, presidente da Coopavel, se for levado em conta a modelagem apresentada pelo Ministério da Infraestrura, as novas concessionárias de pedágio no Paraná  fariam investimento de R$ 42 bilhões, teriam custo de operacionalização de R$ 34 bilhões e faturamente, durante os 30 anos, de R$ 156 bilhões. "Na praça que, hoje, a tarifa é R$12,90, por exemplo, começaria o contrato custando R$ 9,71. Depois cairia para R$ 8,06. Após as obras, com o degrau tarifário, subiria para R$ 11,28", diz Grolli. O presidente da Coopavel disse que é possível reduzir as tarifas cobradas, atualmente, pela metade do valor. O lucro das concessionárias seria de R$ 80 bilhões ao longo dos 30 anos,cerca de R$2,6 bilhões por ano, no modelo apresentado pelo Ministério da Infraestrutura. "Comparando com Rio Grande do Sul, poderíamos ter uma tarifa de R$3,36, subindo para R$4,70 com o degrau tarifário. Ou seja, aqui no Paraná, se a tarifa custasse R$ 6,00, os ganhos das concessionárias já seriam excelentes. Não podemos aceitar esse modelo proposto aí, não podemos pagar essa conta de novo, se precisar vamos pra justiça", finaliza Grolli.

Player Ouça Dilvo Grolli, presidente da Coopavel

Notícias da mesma editoria