Traficante Elias Maluco é encontrado morto na Penitenciária Federal de Catanduvas
Andrea Farias/Agência O Dia

Segurança

Traficante Elias Maluco é encontrado morto na Penitenciária Federal de Catanduvas

Por Cristina Pinheiro em 22/09/2020 - 20:30

O traficante Elias Pereira da Silva, conhecido como Elias Maluco, foi encontrado morto na cela que ocupava no Presídio Federal de Catanduvas, região Oeste do Paraná, a 471 km de Curitiba.

O corpo de Elias Maluco foi encontrado na tarde desta terça-feira (22), na cela onde cumpria pena de 28 anos pelo assassinato do jornalista Tim Lopes. O jornalista foi morto quando fazia uma reportagem sobre o tráfico de drogas em uma favela do Rio de Janeiro.  Os jornalistas Juliet Manfrin e Aílton Santos informaram, no Portal 24 de Cascavel, que o detento havia morrido e que se tratava de suicídio. Não houve confirmação do suicídio por parte do Depen federal, apenas da morte.  A delegacia da Polícia Federal de Cascavel foi chamada para fazer a perícia no local e não divulgou mais informações. 

Na época da sua prisão, Elias Pereira da Silva era considerado um dos traficantes mais perigosos do Rio de Janeiro, e seu apelido, veio pela forma violenta como praticava seus crimes.

Em 2013 ele foi julgado e condenado novamente. Desta vez a pena foi de 10 anos, pela prática de lavagem de dinheiro.    

 

NOTA DO DEPEN FEDERAL

 

O Departamento Penitenciário Nacional informa sobre o falecimento do preso Elias Pereira da Silva na tarde desta terça-feira (22/09/2020), na Penitenciária Federal em Catanduvas.
O local foi preservado até a chegada da Polícia Federal que foi acionada para fazer a perícia.
A família foi comunicada pelo Serviço Social da unidade. O Depen Informa, ainda, que preza pelo irrestrito cumprimento da Lei de Execução Penal e que todas as assistências previstas no normativo são garantidas aos privados de liberdade que se encontram custodiados no Sistema Penitenciário Federal.

Atualização: na manhã desta quarta-feira (23), a Polícia Federal de Cascavel, responsável pela investigação, falou sobre o caso.

Player Ouça a reportagem

Notícias da mesma editoria