Motorista de transporte escolar rural é acusado de abusar de menina de 9 anos
Divulgação

ASSÉDIO

Motorista de transporte escolar rural é acusado de abusar de menina de 9 anos

Por Tatiane Bertolino em 06/11/2019 - 11:33

O Nucria (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente) da Polícia Civil investiga uma denúncia de abuso sexual a uma menina, de nove anos, em transporte escolar rural em Cascavel. O boletim de ocorrência, segundo a Polícia Civil, foi feito pela mãe da criança, na manhã de terça-feira. E o núcleo vai analisar o caso. A Polícia Civil não repassou mais informações porque, por se tratar de criança, há sigilo na investigação.

Segundo pais de crianças que usam o transporte, o motorista leva crianças da rede municipal e da rede estadual de ensino, na linha do Lago Azul, em Cascavel. A mãe de uma das crianças que usam o transporte e auxiliou na denúncia à polícia conta como ficou sabendo do caso. Ela preferiu não ter a identidade revelada.

 

Segundo a mãe, a informação recebida foi de que o motorista foi afastado. Mas ela disse que apenas mudaram a linha em que ele trabalha.. O que aumenta a preocupação dos pais.

A denúncia também chegou à comissão de segurança pública e transporte da Câmara de Vereadores. O presidente da Comissão, Fernando Hallberg, explica que pediu providências.

A reportagem da rádio CBN aguarda resposta do poder público municipal sobre o assunto. O homem que seria o proprietário da empresa que faz o transporte também foi procurado e a programação está aberta para posicionamento.

 

POSICIONAMENTO DA EMPRESA

Conversamos com Everton Rodrigues proprietário da empresa de transporte escolar, a qual trabalha o motorista envolvido no caso de assedio sexual a uma menina de 9 anos.
Everton não quis gravar entrevista, mas informou à nossa equipe que recebeu comunicado da Secretaria de Educação de Cascavel pedindo afastamento do motorista. A empresa o afastou e o encaminhou para um psicólogo para acompanhamento até que seja esclarecido esse caso.
A empresa se coloca à disposição para mais esclarecimentos.

Player Ouça a reportagem

Notícias da mesma editoria